22
Jun 13

O PAICV, está cada dia mais a perder a compostura e a responsabilidade como partido do arco do poder. A sociedade praiense, está impávida a assistir a triste cena de deputados da nação em representação do PAICV, a manipular e a instigar cidadãos a aderirem a protestos de interesses pessoais e mesquinhos. O líder da rebelião de nome próprio Nelson Centeio, quer reativar em Cabo Verde os métodos comunistas e reacionários já falidas á décadas, para servir os seus projetos e espetáculos pessoais. Ao querer desestabilizar a capital do país, Nelson Centeio demostra falta de talento e inteligência politica; em não ter em conta sequer as consequências que podem advir da multidão praiense desgovernada. Se ao menos tivesse resignação para cultivar um pouco mais a sua fraca inteligência, teria concluído que a história dos movimentos e multidões enfurecidos não deixaram boas recordações as sociedades humanas. Ditosamente, os cabo-verdianos não têm dado créditos a manipulação ideológica de métodos comunistas e reacionários de deputados como o Nelson Centeio - sendo que o único perigo que Cabo Verde corre, sai da cabeça de gente com amplitude de indigência semelhante ao de Nelson Centeio. E depois há quem diz que em Cabo Verde não há cómicos na política? Pois quem quer comparar, ver-se-á que o deputado Nelson Centeio é muito semelhante ao humorista eleito deputado Federal de nome Tiririca no Brasil, ou mesmo ao palhaço Beppe Grillo em Itália, eleito deputado / senador. O eleitor cabo-verdiano tem que tirar dilações e concluir que o contribuinte cabo-verdiano não pode pagar para assistir palhadas, até porque, o país não pode ficar a mercê de deputados deste calibro.

publicado por CABO VERDE NOVOS RUMOS às 21:34

Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21

24
25
26
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO